rascunhe

quarta-feira, 30 de junho de 2010

Se eu pudesse,

Escrever tudo que eu sinto, acho que ficaria dias e até anos tentando expor algo que seria em vão. Pois palavras, por mais que elas despertem emoções, choros, sorrisos, elas não podem descrever completamente o que sentimos quando queremos escrever e expor algo. Você pode até tentar escrever um texto bonitinho, chamar por nomes carinhosos, mas não há verdadeiramente palavras quando se ama alguém, por mais que essa pessoa esteja longe, você quer ver essa pessoa bem, feliz, alegre. Histórias podem ser contadas, como em um dia normal você comece a chamar alguém de sorvetinho só por que ele mora em Salvador, e quem nasce lá é soteropolitano (acho que é isso) , que lembra napolitano, que lembra sorvete. Momentos podem ser descritos, como ouvir alguém cantando Mulher de Fases quando todos estão dormindo e só você está acordado escutando aquela voz que te emociona tanto que te faz chorar. Sentimentos podem ser gerados quando seu coração começa a bater mais forte quando se lê Gabriel Aragão acabou de entrar. Mas não há palavras, não há linhas, nem parágrafos, nem livros que possam descrever tamanho amor, tamanha lealdade, tamanha alegria. Brigas podem ser geradas com o tempo (como já foram), mas isso pode ser um princípio para fortificar ainda mais aquele sentimento, aquela amizade. Como uma blusa do Loonely Tunes, ou um quadro de um peixe, possa significar tantos risos, tantas lembranças? Como pode um Foda-se Seu Merda significar tanto? Como pode uma amizade virtual, ser tão real assim? Eu não entendo, e prefiro não entender, pois o que me importa, o que realmente importa, é saber que esse alguém, por trás de uma tela de computador, sempre estará ao meu lado, mesmo estando longe. Que chorará comigo, mesmo eu não vendo. Que acreditará em mim, mesmo não me olhando nos olhos. Que me entenderá, por mais que eu seja teimosa e confusa. Que me fez entender, que não importa, sendo virtual ou não, que o amor existe. Gabriel Fonseca Aragão, nascido no dia três de fevereiro de 1994, signo de aquário, 3 metros de altura, ama basquete, forfun e uma banana, mora em Salvador. EU TE AMO, meu ciumento.


Um comentário:

Gabrie'l disse...

Sério, eu me emocionei! Te amo minha Bananiinha (L) Vc não tem noção do quanto!